Encontro com o Japa

Depois do papo com Hideaki cheguei a uma conclusão cabal: a melhor coisa que fiz no ultimo ano foi sair de Montpellier. O lugar é um ninho de amores rancorosos onde o ar marfesoliano é o guia sentimental da péssima conduta intelectual de alguns eruditos.

Hideaki faz um trabalho sobre diferenças culturais entre o Japão e a França. E o que senti de nossa conversa foi um temor da parte do Japa, qualquer tentativa dele para dar rigor às apirações científicas do trabalho parecem absurdas naquele lugar. Ele quer ser sério e não pode. Vê se pode!

Hoje no final da tarde vou ter um outro encontro a “trabalho”. Vou encontrar com a doutoranda Maira. Ela leu meus esboços e planos e vai me dar conselhos. Estou preocupado.

Eh tudo. Se tiver saco, mais tarde conto o encontro com Maira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s