Caxambu em fragmentos 2

Chego à sala vazia. Aos poucos as pessoas vão chegando. Capto conversas desconexas sobre um assunto ou outro. As pessoas se conhecem entre elas. Sorridentes, felizes do reencontro.

***

E eu só nesse mundo.

***

O GT de pensamento social é um antro feudal da intelectualidade brasileira. Estão todos falando a mesma língua (do pensamento social)? Não importa. É a sociabilidade e não os embates intelectuais que apontam meu desconforto.

***

O lugar pode ser descrito como um feudo. Um lugar onde quando os plebeus se arrogam a falar algo, as “besteiras” ditas transparecem no desconforto dos “Senhores” que se apressam a dizer “pode finalizar essa pergunta”, o que logo minha tecla sap traduziu por: “vamos discutir algo realmente interessante”. Para mais a frente completar: “algo no nosso nível de apreensão”.

***

Isso deveria parecer natural para mim. Deveria. Afinal, nas regras do jogo acadêmico, o que está realmente em jogo, ou seja, a qualidade argumentativa própria do “pensamento social” ali posto, deveria ser tido como prioridade. É verdade, deveria me dizer, não vamos peder tempo com perguntas tôlas e sem sentido. Isso faz parte de uma lógica de produção que gera excelência no pensamento.

***

Mas aquela sociabilidade me deixou a flor da pele, angustiado: o que é aquilo? Que desconforto é esse?

***

Os trabalhos foram bons, de alta qualidade, mas algo que não saberia descrever bem me incomodou profundamente, mais do que em outros congressos que participei. Sim, as exposições foram muito cuidadosas, com intelectuais experientes, talentosos e porque não dizer: eruditos.

***

Eu achava que estava preparado, mas nem na França vi semelhante imagem de autoreferenciamento coletivo. Não é intextualidade. É o comportamento das pessoas entre elas que evidencia a forma endogâmica de um grupo que pouco se mistura, ou, para dizer o mínimo, se se mistura, só o faz com alguns “iguais”.

***

Eu entrei mudo e saí calado nesse primeiro dia. E meu calar tão raro nessas ocasiões onde os temas me são tão caros tem a ver com meu espanto em ver de maneira tão explícita a segregação regional da sociologia brasileira. USP, UNICAMP, PUC, definitivamente não são em nada parecidas com as uefepeéis da vida.

***

Leopoldo Waizbort apresentou um trabalho novo dele sobre Villa Lobos, solicitando uma leitura formalista da obra do compositor… Segundo comentário dele, já respondendo as perguntas, esse trabalho de conhecimento substantivo da obra é fundamental para garantir um equilibrio entre as análises históricas (segundo ele hegemônicas no caso dos estudos de Villa Lobos) e as análises formalistas.

***

Outro trabalho que eu gostei foi o de Paulo Renato Guérios. “O uso de trajetória de vida como estratégia de análise sociológica: o caso de Heitor Villa Lobos”. Aqui minha percepção se concentrou mais no trabalho de reflexão metodológica do autor que lidava com uma reflexão a respeito das formas de integrar estudo de trajetória e o contexto social. Isso a partir de uma comparação entre os estudos de trajetória sociológicos e algumas interpreções de Villa Lobos que levavam em conta seu contexto social.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Caxambu em fragmentos 2

  1. Jampaesse desconforto é dureza mesmo. Eu o senti quando fui a Caxambu ainda no avião que me levava e depois no aeroporto, lá. Senti primeiramente de forma velada e indireta nas pessoas daqui de Pernambuco e de outros estados do nordeste: o comportamento dessas pessoas, que já haviam participado de outras edições do encontro, mudou claramente. Uma mistura de medo e de mimetismo (basicamente de reprodução das posturas, dos círculos, dos 'somos mais iguais'), coisa estranha mesmo.Confesso que me senti acanhado com aquele clima todo, que pelo que vc descreve é muito parecido. abraço.Lula

  2. Pingback: Impressões da LASA 2012- Revisitando o método crítico de Antonio Candido | Blogue do Jampa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s